27 JANEIRO

Inauguração da exposição

“Para Além do Dever – Diplomatas Reconhecidos como Justos

entre as Nações”

Quarta-feira, 30 de Janeiro, 18h

Galeria de Exposições da Junta de Freguesia do Lumiar

Alameda das Linhas de Torres, 156, 1750-149 Lisboa

        A Junta de Freguesia do Lumiar em parceria com a Memoshoá e a Embaixada de Israel convidam para a inauguração da exposição “Para Além do Dever – Diplomatas Reconhecidos como Justos entre as Nações”,  que evoca a coragem de 36 diplomatas de 20 países que correram inúmeros riscos para salvar judeus que tentavam escapar ao extermínio Nazi.

        A lista dos diplomatas homenageados inclui dois portugueses: Aristides de Sousa Mendes, Cônsul-Geral em Bordéus, e Carlos Sampaio Garrido, Embaixador na Hungria. O reconhecimento como “Justos entre as Nações” é atribuído pelo Yad Vashem, Memorial do Holocausto de Jerusalém, aos não judeus que chegaram a arriscar a própria vida para salvar, proteger ou ajudar judeus durante a II Guerra Mundial.

Ao todo, estes diplomatas conseguiram salvar a vida a dezenas de milhares de refugiados, principalmente judeus.

Estarão presentes o Presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, Pedro Delgado Alves, assim como o Embaixador de Israel em Portugal, Raphael Gamzou. A exposição será comentada pela historiadora Irene Pimentel.

​​​​​​​​​​​     O Parlamento e a Memoshoá assinalam o Dia de Memória do Holocausto, instituído em 2010 por Resolução da Assembleia da República.

 Versão portuguesa da mensagem da Diretora-Geral da UNESCO por ocasião do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

Webinar "A última Fronteira"

Na sequência da evocação do dia 27 de janeiro - Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto -,  o projeto “Ensino do Holocausto” da Direção-Geral da Educação dedicou o webinar “Portugal, a última Fronteira”  à ação diplomática portuguesa durante a 2ª Guerra Mundial, contando com a parceria da Biblioteca e do Arquivo Histórico-Diplomático do Ministério dos Negócios Estrangeiros, nomeadamente da Dra. Margarida Lages. Este recurso tem como objetivos reconhecer a importância da diplomacia e dos diplomatas na manutenção da paz e contactar com os recursos disponíveis no site do Instituto Diplomático sobre Portugal na 2ª Guerra. Consequentemente, abordam-se não só os antecedentes da 2ª Guerra, mas também vários aspetos da ação diplomática portuguesa, a saber, a neutralidade, a atitude face aos refugiados judeus e a ação de Aristides de Sousa Mendes, Sampaio Garrido e Alberto Branquinho. Acrescente-se que, com a apresentação de documentação, em especial a exposição “Vidas Poupadas”, se salienta a importância do acesso às fontes primárias na disciplina de História, como reforço da consciência histórica.

Em suma, pretende-se com este webinar a manutenção da memória do Holocausto na construção dos princípios da tolerância, da não discriminação e do respeito mútuo, presentes na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento e no “Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória”.

© 2016 MEMOSHOÁ- Associação Memória e Ensino do Holocausto

cartaz 2017