Kristallnacht    9 - 10 novembro de 1938

Mostrar Mais

     Kristallnacht é o nome dado aos atos de violência que ocorreram na noite de 9 para 10 de novembro de 1938 em diversos locais da Alemanha e da Áustria, então sob o domínio nazi. Tratou-se de pogroms, com a destruição de sinagogas, lojas, habitações e de agressões contra as pessoas identificadas como judiasPara o regime foi a resposta ao assassinato de Ernst vom Rath, um diplomata alemão em Paris, por Herschel Grynszpan, um judeu polaco, condenado múltiplas vezes a deportação da França.

  A pedido de Adolf HitlerGoebbels instiga os dirigentes do NSDAP e os SA a atacarem os judeus. Heydrich organiza os ataques violentos que deviam visar as lojas de judeus e as sinagogas. Numa única noite, 91 judeus foram mortos e cerca de 25.000 a 30.000 foram presos e levados para campos de concentração. 7500 lojas judaicas e 267 sinagogas foram reduzidas a escombros.

      As ordens determinavam que os SA deviam estar vestidos à paisana, a fim que o movimento parecesse ser um movimento espontâneo de uma população furiosa contra os judeus. A alta autoridade nazi cobrou uma multa aos judeus de um bilhão de marcos pelas desordens e prejuízos dos quais eles foram as vítimas.

    O nome Kristallnacht deriva dos vidros partidos (vitrinas das lojas, vitrais das sinagogas, entre outros) resultantes deste episódio de violência racista.

© 2016 MEMOSHOÁ- Associação Memória e Ensino do Holocausto