PROJETOS DE ESCOLA 2021/22

Colégio Bissaya Barreto

No âmbito das disciplinas de História e de Cidadania e Desenvolvimento e na sequência da celebração do 73º aniversário da proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o Colégio Bissaya Barreto , apresentou a exposição "Memória, Direitos Humanos" que conta com o apoio da MEMOSHOÁ. Esta exposição esteve patente durante o mês de de dezembro. A exposição destinou-se aos alunos do Colégio e serviu de mote para a discussão de temáticas associadas aos Direitos Humanos.

https://www.facebook.com/108781372518463/posts/4963003423762876/?d=n

https://www.facebook.com/108781372518463/posts/4960060994057119/?d=n

Captura de ecrã 2022-01-02 202239.png

"No dia 10 de Dezembro o CBB inaugurou uma pequena exposição sobre os direitos Humanos. Esta teve como tema o Holocausto. Na entrada desta exposição podemos encontrar diversos posters com imagens remetentes ao tema. Na nossa opinião o poster que chamou mais à atenção foi um que incluía uma imagem de um diário pessoal.

Mais à frente conseguimos ver diversas peças de roupa, como sapatos, camisas, óculos, cabeleiras. Estes tinham como principal função representar a roupa que era retirada dos corpos já sem vida. Acima dessas peças podemos observar algumas tiras de cartão com os números de mortos (judeus, ciganos, homossexuais,…).

Durante a visita à exposição também encontramos alguns filmes e livros remetentes ao tema, entre eles destacamos “O menino do pijama às riscas”(filme) e “O diário de Anne Frank”(livro) pois achamos que são os que abordam melhor o tema.

Por fim também tivemos a oportunidade de visualizar um vídeo sobre o tema."

Ana Pimentel e Margarida Portugal (9ºB)

Agrupamento de Escolas de Alfena

 As professoras Teresa Lourenço e Mónica Pereira e os alunos do 10ºD, do Agrupamento de Escolas de Alfena, realizaram um vídeo alusivo ao 27 de janeiro, no âmbito das disciplinas de Desenho A, História da Cultura e das Artes e Cidadania e Desenvolvimento.

Escola EB2,3 Gonçalo Mendes da Maia

Os alunos do 7º ano, da Escola EB2,3 Gonçalo Mendes da Maia, com o docente António Carlos Carvalho, da disciplina de Tecnologias da Informação e da Comunicação, juntam-se às escolas do país e à Associação Memoshoá em Lisboa, para relembrar um tema cáustico, controverso, mas deveras pertinente no âmbito do DIREITOS HUMANOS - Dia Internacional da Memória das Vítimas do Holocausto - 27 de janeiro.

Depois de terem, no 1º Período, efetuado trabalho de pesquisa e investigação orientado sobre o tema da Cidadania/Direitos Humanos/Holocausto, na disciplina de T.I.C., o 2º Período deu lugar à realização de Postais elaborados na ferramenta de Edição de Imagem GIMP e escolhidos alguns, dos muitos criados, para exibição pública. Estão em exposição na Biblioteca da nossa Escola. Estarão, também, no Facebook do nosso Agrupamento em: 

https://pt-pt.facebook.com/pg/aegmmaia.pt/posts/

É nosso o dever de divulgar e não esquecer.

 

"Que o mundo se mantenha RESPEITADOR do outro e se comporte de forma digna aos olhos de quem vê BEM" de ©António Carlos Carvalho

Captura de ecrã 2022-02-06 152755.png

Agrupamento de Escolas da Lixa, Felgueiras

Captura de ecrã 2022-02-06 154710.png

Biblioteca Escola Secundária de Amares

A Biblioteca da Escola Secundária de Amares assinalou o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto com várias atividades (ver cartaz) Também neste dia foi lançado o Catálogo Ler+ o Holocausto. que esta disponível em:

 https://issuu.com/biblioesamares/docs/catalogo_holocausto_2022

#weremember (1).png
capa CATÁLOGO.png

Escola Secundária de Ponte da Barca

“Arte no Holocausto” é o título da exposição que, até ao próximo dia 11 de fevereiro, se encontra patente ao público, no átrio do Bloco C da Escola Secundária de Ponte da Barca.

A mostra acontece no âmbito da celebração do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto e é promovida pelo Grupo Disciplinar de História, em colaboração com o Yed Vashem, a Biblioteca Escolar e a equipa do Plano Nacional das Artes e do Cinema do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca.

A inauguração realizou-se no dia em que se assinalou o 77.º aniversário da libertação do campo de concentração de Auschwitz (27 de janeiro) e contou com um momento musical, a cargo de Owen Chippendale (12.º ano), que interpretou um tema ao saxofone, e com intervenções do Diretor do Agrupamento, Carlos Louro, e da professora de História, Maria José Gonçalves.

Ambos chamaram a atenção para a barbárie do Holocausto, que vitimou milhões de judeus e pessoas de outras minorias, e para a importância de todos avivarmos a memória desta página horrível da Humanidade, para que algo de semelhante jamais volte a suceder.

Outra ideia sublinhada teve a ver com o poder da arte e do pensamento, últimos redutos da liberdade, que ninguém nos pode retirar, e que, em situações-limite, acabam por ser os únicos refúgios que nos alimentam a esperança da sobrevivência.

“Aprender com o Holocausto”

A celebração do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto contou também com a colaboração da Câmara Municipal, que cedeu o auditório municipal, na Casa de Santo António do Buraquinho, para a exibição do filme “Uma Turma Difícil”, da cineasta francesa Marie-Castille Mention Schaar, dirigido a alunos do 9.º ano. Trata-se de uma película que remete para a questão do Holocausto e do seu impacto nos jovens de hoje e que integra a plataforma do Plano Nacional do Cinema.

A Biblioteca Escolar expôs também algumas obras da literatura universal que aludem à temática do Holocausto, tendo disponibilizado um desdobrável alusivo à efeméride, que foi entregue aos alunos após a exibição fílmica.

O Plano Nacional das Artes e do Cinema do Agrupamento sugeriu algumas atividades que poderão ser dinamizadas durante os quinze dias da exposição, a partir da criação de um roteiro interdisciplinar em que alunos são desafiados a operacionalizar o projeto “Aprender com o Holocausto – Arte no Holocausto”, para manter a memória deste trágico genocídio e para que aprofundem os princípios da tolerância, da não discriminação, do respeito mútuo e da promoção da dignidade humana.

A pesquisa da temática do Holocausto na arte (literatura, teatro, pintura, música…) é uma das tarefas propostas, desejando-se que, como produto final, resulte a criação de cartazes que darão corpo a uma outra exposição aberta à comunidade.

271557984_649469569809866_207536038191631036_n.jpg
Convite27janeiro2022.jpg

Escola Secundária Felismina Alcântara - Mangualde

Mais uma vez, no dia 27 de janeiro, comemorou-se o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, na Escola Secundária Felismina Alcântara - Mangualde.

 No âmbito da disciplina de Português ( 10ºAno - Turmas A, B, C, G, F), foram realizados vários   trabalhos com o intuito de sensibilizar os alunos para  o horror do Holocausto. 

Agrupamento de Escolas do Restelo

Captura de ecrã 2022-02-06 162230.png

Agrupamento de Escolas do Restelo

Captura de ecrã 2022-02-06 162950.png

Biblioteca da Escola Básica e Secundária Dr. Serafim Leite, São João da Madeira

Captura de ecrã 2022-02-06 163343.png

Escola EB 2,3 José Saraiva, Leiria 

Captura de ecrã 2022-02-06 163647.png

Escola Básica de Vila das Aves

Captura de ecrã 2022-02-06 163932.png

O Professor António Martins, membro da Memoshoá, dinamizou uma conferência online no dia 3 de fevereiro, pelas 09h30, com alunos do 7.º ano da Escola Básica e Secundária de Vila das Aves, Santo Tirso

Agrupamento de Escolas Dr. Flávio Gonçalves - Póvoa de Varzim

Entre os dias dezassete e vinte e oito de janeiro, esteve patente na nossa escola a exposição "Para Não Esquecer..."A temática tinha como pano de fundo o Holocausto e as consequências dramáticas da II Grande Guerra e o objetivo foi homenagear as vítimas da mesma - não esquecer para não repetir.

Com a colaboração dos docentes das disciplinas de História, Cidadania e Desenvolvimento e História e Geografia de Portugal, esta exposição foi visitada pelos nossos alunos do segundo e do terceiro ciclos que foram um exemplo de "saber estar" e deram mostras de grande sensibilidade e respeito.

Agrupamento de Escolas José Estêvão, Aveiro

Palestra "Os Desafios do Ensino do Holocausto no século XXI", dinamizada pelo Professor Ricardo Presumido, no dia 25 de fevereiro, na Biblioteca do Agrupamento de Escolas José Estêvão, Aveiro. Atividade organizada pelo Núcleo de Estágio de História.

1.png

Escola Secundária Ferreira Dias, Agrupamento Aqua Alba. Cacém, Sintra

Os alunos do 12º ano realizaram vários trabalhos em memória do 27 de janeiro, no âmbito das disciplinas de História e Cidadania e Desenvolvimento.

Agrupamento de Escolas de Seia

O Agrupamento de Escolas de Seia, na semana de 24 a 28 de janeiro, desenvolveu um projeto interdisciplinar intitulado “Relembrar para não esquecer. Quem salva uma vida, salva a Humanidade”, o qual abrangeu os diferentes ciclos de ensino desde o pré-escolar ao ensino secundário, a Biblioteca Escolar, várias disciplinas (História, História da Cultura e das Artes, Português, Desenho, Educação Visual, Educação Visual e Tecnológica, Educação Musical, Cidadania e Desenvolvimento, Educação Física), o Clube Unesco e o Plano Nacional do Cinema. Durante a semana decorreram um conjunto de atividades de homenagem e de lembrança de todas as vítimas do Holocausto, desde a elaboração de trabalhos, exposições, leitura, visualização de filmes, palestras e uma homenagem no dia 27 de janeiro, que decorreu nas três unidades orgânicas deste agrupamento.

Nas bibliotecas do agrupamento estiveram patentes exposições com livros, filmes e informação alusiva ao tema. As exposições foram visitadas pelas diferentes turmas. Foi, ainda, disponibilizado aos docentes um padlet "Ler + sobre o Holocausto" com informações diversas, como sinopses de filmes, filmes, vídeos e links . (https://padlet.com/liliana121719/zdik1obk03pobs25).

Decorreram palestras, como por exemplo “Testemunhos in loco – uma visita a Auschwitz”, onde foram partilhados testemunhos de alunos e professores que visitaram o local; realização de uma sessão em parceria com o CES vai à Escola, intitulado “Seremos todos iguais e livres? Os direitos humanos no mundo.”

Esta semana culminou no dia 27 de janeiro, em que decorreu uma cerimónia, que envolveu toda a comunidade educativa, como a oferta de flores em todas as unidades orgânicas deste agrupamento em homenagem às vítimas do Holocausto e uma cerimónia de homenagem a Aristides de Sousa Mendes pelos alunos do ensino pré-escolar e do 1º ciclo.

Após esta cerimónia simbólica decorreu um momento cultural em que um grupo de alunos do agrupamento, que frequentam o ensino artístico especializado no Conservatório Música de Seia presentearam a comunidade escolar com a execução da peça musical Schindler’s List Theme. De seguida, houve a declamação de poemas e a leitura de pensamentos alusivos ao sofrimento e angústia da guerra e do holocausto. Este momento foi finalizado com a apresentação de uma coreografia integrado num DAC da turma E, de 11º ano.

Captura de ecrã 2022-02-28 093615.png

Padlet "Ler + sobre o Holocausto" com informações diversas, como sinopses de filmes, filmes, vídeos e links .

https://padlet.com/liliana121719/zdik1obk03pobs25

Captura de ecrã 2022-02-28 093640.png
Captura de ecrã 2022-02-28 093700.png
Captura de ecrã 2022-02-28 094423.png

Agrupamento de Escolas de Casquilhos

O Agrupamento de Escolas de Casquilhos assinalou o 27 de janeiro com algumas sessões nas Bibliotecas Escolares da Escola Secundária de Casquilhos e Escola Básica Quinta Nova da Telha. O grupo de História em articulação com as BE assinalou a data com leituras de excertos de algumas obras de autores, como  Primo Levi, Anne Frank, Rutkha entre outros. 

A Associação de Estudantes da ESC  também se associou à iniciativa e afixou pela escola, algumas imagens alusivas ao Holocausto. 

https://beaecasquilhos.blogspot.com/2022/02/nas-bibliotecas-da-esc-e-ebqnt-tem.html?m=1

Captura de ecrã 2022-02-28 100224.png
Captura de ecrã 2022-02-28 100240.png

Agrupamento Escolas D. Manuel de Faria e Sousa, Felgueiras

O Agrupamento de Escolas D. Manuel de Faria e Sousa assinalaram o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. A iniciativa contou com a exposição “Deportados portugueses na 2.ª Guerra Mundial: do internamento em França aos campos de concentração”. Esta iniciativa foi promovida pela Equipa de Cidadania e contou com a colaboração da Associação de Pais.  

A turma 6.º A realizou uma apresentação com uma precursão corporal ao som da música Stand BY ME e a Leitura de um poema de um poema de Mia Couto que se insere na temática.

IMG_2636 (1)
press to zoom
IMG_2637
press to zoom
IMG_2642
press to zoom
IMG_2639
press to zoom
IMG_2641
press to zoom
IMG_2643
press to zoom
IMG_2644 (1)
press to zoom
IMG_2636
press to zoom
IMG_2623
press to zoom
1/2

Escola Camilo Castelo Branco, Vila Nova de Famalicão

O Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco assinalou, hoje, dia 27 de janeiro, o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto – data da libertação do campo de concentração de Auschwitz – Birkenau, no ano de 1945.
Subordinado, este ano, ao tema «Memória, Dignidade e Justiça», este dia pretendeu fazer relembrar o genocídio em massa de seis milhões de judeus pelos nazis e respetivos colaboracionistas.  Para além de homenagearem e lembrarem as vítimas do nazismo durante a Segunda Guerra Mundial, também relembraram a necessidade de
combater o antissemitismo, o racismo e quaisquer outras formas de intolerância que possam levar à violência.
Integrado no programa educativo e cultural do município de Vila Nova de Famalicão - “De Famalicão para o Mundo” - a biblioteca escolar, em parceria com o subdepartamento de História, o Plano Nacional do Cinema, o projeto Erasmus+ e a Associação de Estudantes promoveu, ao longo da semana, um conjunto de atividades das quais destacamos: sensibilização / debate com os alunos, nas aulas, sobre o papel do Cônsul Aristides de Sousa Mendes na proteção aos refugiados perseguidos pelo nazismo; visita às exposições - átrio da escola sede / biblioteca escolar - Vasco de Carvalho; visionamento dos filmes «Uma turma difícil» e «Aristides de Sousa Mendes - O Cônsul de Bordéus»;
leitura de excertos de obras referentes à temática (projeto «10 minutos a Ler»); música “Say I’m sober” de Billy Lockett, interpretada e coreografada pela aluna Sofia Azevedo.