PROJETOS DE ESCOLAS 2019

Escola EB 2, 3 Martinho Castelo Branco

Atividade dedicada à memória das vítimas do Holocausto irá decorrer no dia 25 de janeiro, no auditório da escola, pelas 10h15.

Escola Secundária de Silves

Atividade dedicada à memória das vítimas do Holocausto irá decorrer no dia 25 de janeiro, no auditório da escola, pelas 15h.

Exposição sobre as crianças no Holocausto, "Pequenas Estrelas" na Escola Básica Manuel Ferreira Patrício

De 28 janeiro a 1 de fevereiro, para evocar o Dia o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, está patente na Biblioteca do  Agrupamento da Escola Básica Manuel Ferreira Patrício em Évora, uma exposição sobre as crianças no Holocausto, intitulada "Pequenas Estrelas", promovida pela disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica e pelo Clube de Ciências Sociais e Humanas, organizada e coordenada pelas professoras Maria Rosário Ribeiro e Paula Ramalho.  

Atividades Agrupamento Escolas José Relvas - Alpiarça

Foi montada uma exposição com um mural alusivo a Auschwitz e informações relativas ao Holocausto, iniciativas da equipa da Biblioteca Escolar a que se juntaram professores de História, Português, Espanhol e Educação Física. Para além dos alunos envolvidos pelos respetivos professores,  outros participaram de forma autónoma. Ao longo da semana, alunos, docentes e não docentes serão convidados a partilhar num placard os números, as frases, os testemunhos que mais os marcaram sobre este momento sombrio da História da humanidade. Foi criado um desdobrável que foi distribuído a todos os docentes como recurso para lembrar as vítimas do Holocausto

Agrupamento de escolas de Carregal do Sal

As atividades  no âmbito  da Evocação do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto , do agrupamento de escolas de Carregal do Sal foram as seguintes: uma das atividades encontrou-se inserida nos “Encontros de autor 2019”, com  a historiadora Cláudia Ninhos e o tema em palestra “Portugueses nos Campos de Concentração do III Reich”, orientado pelo Projeto UNESCO , destinado aos alunos do 9º ano e do 12º ano deste Agrupamento de Escolas; outra atividade que foi dinamizada neste contexto, foi a palestra para a turma do 5ºD  para falar de Aristides de Sousa Mendes na Biblioteca da EB Aristides de Sousa Mendes do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal; a desafio de Elisa Morais e no âmbito do Projeto "Aristides de Sousa Mendes, ou Humanidade personificada “, projeto de intercâmbio entre estudantes de Escola de Ensino Elementar Aristides de Sousa Mendes em Bordeaux - França e da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes em Cabanas de Viriato, os alunos do 5ºD, assistiram a uma palestra sobre a 2º Guerra Mundial, o Holocausto e o ato Humanitário de Aristides de Sousa Mendes através das palavras de um dos membros do Projeto UNESCO; finalmente, encontra-se a exposição”100 Palavras…umas boas, outras NÃO” patente no Museu Manuel Soares de Albergaria,de Carregal do Sal  de 23 de janeiro a 28 de fevereiro, sobre esta temática. Toda esta dinâmica de partilha e sensibilização serve como um alertar de consciências perante a temática  da 2ª Guerra Mundial, do Holocausto e dos Direitos Humanos, numa filosofia de “Estudar o passado, para compreender o presente e prevenir o futuro”. 

A nossa esperança é a de que as gerações vindouras, interiorizem valores e um sentido de vida, para que tais horrores não voltem a acontecer e se construa um mundo de igualdade e de respeito pelo outro.

Escola Básica e Secundária de Montemor-o-Velho

A Escola Básica e Secundária de Montemor-o-Velho realizou uma série de atividades destinadas a recordar as vítimas do Holocausto. Essas atividades resultaram do trabalho colaborativo  do Clube Open Your Mind, do Centro de Atividades de Tempos Livres da Associação Fernão Mendes Pinto, do Plano Nacional de Cinema e da Biblioteca Escolar.

Escola Secundária de Casquilhos

Como forma de assinalar o dia internacional em memória das vitimas do Holocausto, celebrado a 27 de janeiro, a Biblioteca da Escola Secundária de Casquilhos, em colaboração com o grupo de História associa-se a esta comemoração com um conjunto de iniciativas, a decorrer ao longo da próxima semana.

Destaca-se entre as várias iniciativas, a Conferência da Drª Cláudia Ninhos sobre "Os portugueses no Holocausto", no dia 29 de janeiro, pelas 8h30 na Biblioteca e que contará com a participação das turmas do 12º C e D, no âmbito da disciplina de História A.

Urge relembrar este período trágico da História do século XX, para que reflitamos sobre os valores que pretendemos para uma sociedade tolerante e justa.

 Autoria do cartaz . Liliana Soares, 11º G - aluna de Design Gráfico

Escola Básica da Abelheira, Viana do Castelo

Decorreu entre 28 de janeiro e 01 de fevereiro, na nossa escola sede do Agrupamento de Escolas da Abelheira, em Viana do Castelo, uma exposição em memória das vítimas do Holocausto.

Escolas Básicas e Secundárias de Almeida e Vilar Formoso

Foram desenvolvidas várias atividades em memória do 27 de janeiro nas Escolas Básicas e Secundárias de Almeida e Vilar Formoso. Entre as várias atividades estão a visita ao "Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes" em Vilar Formoso.

Biblioteca da Escola secundária de Amares

A Biblioteca da Escola secundária de Amares publicou o catálogo Ler+ o Holocausto para evocar o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

                                                    (Clique na imagem para aceder ao catálogo)

catálogo.png

Escola Secundária D. Pedro V 

Realizou-se um seminário que decorreu em simultâneo com a abertura da exposição "Auschwitz nunca mais". No seminário participaram cerca de 200 pessoas (turmas do 10º ano e todas as turmas do 12º da nossa escola- o auditório esteve repleto desde as 10 até ás 13.15h). O seminário contou com a intervenção do Diretor do Agrupamento de escolas das laranjeiras (Prof Amílcar Santos), de seguida o Professor Guilherme Portela apresentou o projeto e os núcleos temáticos da exposição, de seguida o Professor Dr Miguel Monteiro fez a sua intervenção “Lembrar o holocausto uma questão de cidadania”; o embaixador de Israel em Portugal, Raphael Gamzu fez a sua exposição sobre a Shoá. A segunda parte foi protagonizada pelos testemunhos dos alunos do professor Guilherme Portela e  pelo professor estagiário (que visitou o campo de Auschwitz) bem como alguns dos alunos do 12º ano que também estiveram a visitar o campo.

© 2016 MEMOSHOÁ- Associação Memória e Ensino do Holocausto